Bolsonaro tem melhora progressiva e deixa atendimento semi-intensivo

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, hospitalizado desde 27 de janeiro, apresentou uma melhora clínica progressiva e deixou a sala de tratamento semi-intensivo, informaram fontes oficiais nesta segunda-feira (11).

Bolsonaro tem melhora progressiva

“Foi uma segunda-feira boa e melhor a cada dia. Ele voltou a exercitar com a fisioterapia e passou por um exame que confirmou uma melhora no quadro pulmonar”, disse o porta-voz presidencial, Otavio do Rego Barros.

Jair Bolsonaro foi hospitalizado para a remoção de uma colostomia aplicada em setembro do ano passado, quando ele foi esfaqueado, durante uma manifestação e sofreu ferimentos graves em seu abdômen.

A operação não apresentou problemas, mas uma pneumonia que afetou o presidente impediu sua alta, inicialmente prevista para a última quarta-feira (6) e que agora é esperada para esta semana.

Rego Barros se recusou a comentar a data em que Bolsonaro receberá alta e leu o último boletim médico divulgado pelo Hospital Albert Einstein, em São Paulo, no qual foi declarado que Bolsonaro apresentava nenhuma dor ou febre e que mantém uma dieta cremosa.

O boletim também diz que Bolsonaro realiza habitualmente exercícios de respiração e fortalecimento musculare continua com visitas restritas.

Mesmo assim, o porta-voz explicou que, nesta segunda-feira, Bolsonaro recebeu uma visita de “cortesia” do governador de São Paulo, João Doria, com quem conversou por alguns minutos.

Bolsonaro pede que o ataque contra ele não fique “impune”

Noúltimo domingo (10), Bolsonaro disse que atentado contra ele ocorrido no ano passado não ficará “impune” e revelou está confiante de que a Polícia Federal vai identificar nas próximas semanas, os autores do atentado.

“Espero que a nossa querida Polícia Federaltenha uma solução para o caso nas próximas semanas”, disse Bolsonaro em um vídeo realizado no hospital Albert Einstein.

Em 6 de setembro, em plena campanha pelas eleições que venceu em outubro, Bolsonaro foi atacado com facas no meio de uma manifestação e sofreu ferimentos graves na região abdominal.

Ele foi hospitalizado por quase um mês e passou por duas cirurgias, e foi internado novamente há duas semanas para a retirada da colostomia, uma operação da qual ele ainda está se recuperando.

O autor do ataque, identificado como Adélio Bispo, foi preso imediatamente após o ataque e as autoridades ainda não determinaram se ele agiu sozinho ou se o fez sob o comando de alguém ou algum grupo.

Sabe-se apenas que no passado ele era afiliado ao Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), onde realizava trabalhos ocasionais.

Confira o vídeo:

– Um bom domingo a todos! 🇧🇷👍🏻. Link no YouTube: https://youtu.be/Y7ytiyOkMqQ

Posted by Jair Messias Bolsonaro on Sunday, February 10, 2019

Comentário Fechado.