Presidente do Flamengo diz que o clube não é culpado pelo incêndio trágico no Ninho do Urubu

O presidente do Flamengo, Reinaldo Belotti, afirmou que o “trágico acidente” não ocorreu por causa do descaso do clube.

Os surtos de energia causados ​​pelas chuvas torrenciais e ventos que cercaram o Rio de Janeiro na quarta-feira (6), foram a prováveis causas do incêndio no centro de treinamento do Flamengo que tirou a vida de dez jovens futebolistas, disse o CEO do Flamengo, Reinaldo Belotti.

“Descartamos postes que afetavam a energia e a eletricidade no centro de treinamento. Condições climáticas e surtos de energia podem ter afetado o funcionamento normal das condições do ar “, exclamou Belotti aos repórteres no sábado (9).

As chamas mortais ocorreram no início da manhã de sexta-feira (8), no Ninho do Urubu, o campo de treinamento do Flamengo, localizado na região oeste do Rio de Janeiro. O fogo matou dez jogadores da academia do Flamengo entre as idades de quatorze e dezesseis anos.

Falando sem tirar dúvidas da imprensa, Belotti subestimou a ausência de permissões e licenças como causas do incêndio e rejeitou as alegações da Prefeitura do Rio de Janeiro de que os dormitórios dos jogadores, onde o incêndio começou, foram originalmente registrados como estacionamento.

“Isso não tem nada a ver com o acidente que ocorreu”, exclamou Belotti. “Temos que tomar medidas para legalizar nosso campo de treinamento. Precisávamos de nove certificados e já tínhamos oito. Estamos trabalhando com o corpo de bombeiros”, admitiu.

O executivo da Nação Rubro-Negra, não abordou a revelação adicional da Prefeitura que, antes do fogo, o clube tinha sido multado 31 vezes por causa de infrações no campo de treinamento, mas ele garantiu aos jornalistas que a gestão do Flamengo não foi a causa do incêndio.

“Esta área era bem conhecida de todos. Era confortável e adequado. Nós estávamos orgulhosos disso. A verdade é que foi um trágico acidente. Não foi por falta de investimento do Flamengo. Não foi porque o Flamengo não cuidou”, disse ele.

O clube retorna ao campo nesta quarta-feira (13), quando enfrenta o rival Fluminense nas semifinais da Taça Guanabara no Maracanã.

Comentário Fechado.