Rio de Janeiro registra 70 tiroteios durante o carnaval

O número de tiroteios no Rio durante o Carnaval de 2019 aumentou quinze 15% em relação ao Carnaval do ano passado.

Enquanto a folia e a emoção do Carnaval de 2019 chegam ao fim, um novo relatório decepcionante da plataforma digital online Fogo Cruzado foi lançado nesta quarta-feira (6), mostrando que 70 tiroteios ocorreram no Rio de Janeiro.

Um aumento de 15% sobre os 61 disparos registrados durante o Carnaval de 2018.

Fogo Cruzado é um aplicativo online que agrega dados relacionados a tiroteios em todo o Rio. O aplicativo calculou o número de tiroteios que foram relatados durante o período do Carnaval, de sexta-feira, 1º de março a quarta-feira, 6 de março.

No total, foram 23 pessoas baleadas, 12 mortas e 11 feridas. O número representa um aumento de 15% em relação ao carnaval de 2018, que teve 61 registros com 30 pessoas baleadas, 18 feridas e 12 mortas.

Os bairros deste ano que tiveram o maior número de tiroteios durante o Carnaval foram: Complexo do Alemão (5) e o Colégio (5), na Zona Norte do Rio; e Bangu (três) na Zona Oeste.

A Zona Sul do Rio também viu sua parcela de violência durante o período. Na terça-feira passada (5 de março), um tiroteio começou em Ipanema, a poucos passos da Praça General Osório, onde o famoso bloco, Banda de Ipanema, estava prestes a começar.

Depois de uma tentativa de roubo na esquina de Teixeira de Melo e Barão da Torre, policiais militares e assaltantes armados protagonizaram um tiroteio levando centenas de foliões a se dispersarem pelas ruas de Ipanema, procurando refúgio em bares e prédios.

“Infelizmente, esses dados mostram a difícil realidade de morar no Rio de Janeiro, com a violência e não apenas durante o Carnaval, mas nos últimos meses e anos”, lamentou um representante do Fogo Cruzado em entrevista à TV Globo.

Deixe seu comentário